logo

Especialidades

Cirurgia refrativa para correção de Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo

Cirurgia refrativa para correção de Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo

O que é cirurgia refrativa?

A cirurgia refrativa é um tipo de cirurgia ocular feita com o objetivo de melhorar o estado refrativo do olho, ou seja, um procedimento para diminuir ou eliminar o uso de óculos e lentes de contato. É uma ótima escola para as pessoas que optam por um estilo de vida livre, sem as limitações que o uso de óculos ou lentes de contato podem trazer.

O que é Excimer laser?

O Excimer laser é um tipo de laser ultravioleta utilizado em cirurgias refrativas e possui propriedades de evaporar micro-partículas do tecido corneano. É utilizado desde 1986 para correção dos erros refrativos, como miopia, hipermetropia e astigmatismo,  eliminando definitivamente as antigas cirurgias de ceratotomia radial (RK), feitas até a época com ao famosos “bisturis de diamante”.

Como é realizada a cirurgia a laser?

O Excimer LASER é realizado sob anestesia tópica (através de colírio anestésico), e o laser é aplicado sobre a córnea de maneira confortável ao paciente. O tempo médio de aplicação é de 10 segundos, podendo sem maior ou menor, dependendo do grau do paciente. As duas principais técnicas de aplicação do laser são o LASIK (Laser in Situ Keratomileusis) e o PRK (Photo Refractive keratectomy).

LASIK

Nesta técnica o cirurgião usa um aparelho especial com lâmina de corte, o microcerátomo, para confeccionar uma lamela corneana, chamada de flap. O flap é uma aba da córnea que fica solta enquanto uma pequena parte continua presa na córnea. Essa aba é levantada pelo cirurgião e o laser é aplicado na parte interna da córnea, abaixo do flap. Ao final da cirurgia o flap é recolocado no lugar e a cicatrização ocorre rapidamente.

PRK

Na técnica de PRK não há necessidade de fazer o Flap. O cirurgião usa uma espátula para retirar apenas as camadas mais superficiais da córnea. O laser é então aplicado diretamente sobre a córnea. No final da cirurgia é colocado uma lente de contato que permanecerá no olho por 5 a 7 dias, tempo necessário para as camadas superficiais da córnea (que foram removidas no início da cirurgia) se regenerarem.

Quais são os resultados esperados com a cirurgia?

A cirurgia refrativa a LASER é um dos procedimentos cirúrgicos mais realizados no mundo, com resultados excelentes. Após a cirurgia, aproximadamente 98% das pessoas se tornam independentes de óculos e/ou lentes de contato. Os outros 2% dos pacientes podem ficar parcialmente dependentes, porém com graus menores. Estes dados variam conforme a literatura mundial, sendo que a eficácia e o resultado são melhores a depender do graus e dos exames pré-operatórios dos pacientes. Por isso a necessidade de um oftalmologista experiente para uma indicação precisa da técnica cirúrgica.

Eu sou um bom candidato para cirurgia refrativa a laser?

- O procedimento é indicado desde que haja estabilidade do grau, ausência de contraindicações clínicas e presença de exames complementares normais.

 

- Quanto ao grau, é importante saber se sua córnea apresenta condições de espessura e relevo para a correção do seu grau.

 

- Quanto à idade, recomenda-se que a cirurgia seja realizada após os 21 anos de idade, quando geralmente ocorre estabilização do grau.

- Cirurgias refrativas prévias necessitam de avaliação para um possível novo tratamento.

- Doenças oculares, principalmente corneanas, podem contra-indicar cirurgia a laser.

Quais os riscos e complicações da cirurgia refrativa a laser?

Como qualquer outro procedimento cirúrgico, existem riscos e complicações que devem ser cuidadosamente avaliados. 

Grau residual (1-8% à dependendo do erro refracional)

Em alguns casos - como erros refracionais altos, não cooperação durante a cirurgia, não seguimento das orientações médicas, defeitos de cicatrização apesar do seguimento das orientações médicas, entre outras causas - pode ocorrer um grau residual que frequentemente é muito menor que o pré-existente e pode ser tratado no futuro, geralmente, com uma nova cirurgia a laser.

Cicatrização anômala

Neste caso, uma camada fina de tecido cicatricial (Haze) se deposita na córnea. Normalmente desaparece espontaneamente, ou com uso de colírios. Atualmente é incomum a sua ocorrência após as cirurgias a laser.

Infecção (< 1% )

A infecção é possível em qualquer procedimento cirúrgico, até mesmo em pequenos cortes que sofremos na pele e, dependendo do procedimento, a incidência é maior ou menor. Neste tipo de cirurgia podemos dizer que é rara, porém grave, e precisa ser diagnosticada e tratada precocemente para uma melhor recuperação visual.

Outras intercorrências podem estar presentes, porém de forma muito rara, como aquelas relacionadas à confecção do flap (< 2% ), crescimento epitelial na Interface (< 2% ), dobras no flap (< 1% ) e  inflamação da interface (< 1% ).

Indicação precisa, cooperação do paciente, cuidados pré e pós operatórios, e habilidade adequada do cirurgião, são fundamentais para reduzir ao máximo as intercorrências nas cirurgias refrativas. Converse com seu oftalmologista e saiba se você é um bom candidato para cirurgia refrativa a laser.

Outras especialidades

CONVÊNIOS

Veja todos os convênios

Fale com a gente

Localização

Rua Souza Dutra, 145, sala 706
Estreito Florianópolis - SC - Brasil
CEP: 88070-605

Fone: 48 3206-2227 ou 3206-2228

Clínica de Olhos Continente S/S. Todos os Direitos Reservados.